26 de jun de 2010

Op. 15, No. 3

Quando brilha a Lua Cheia
(um pequeno sol gelado)
rodopiam pela noite
dois morcegos, lado a lado,
em seu pas-de-deux confuso.
Acompanham a coruja
que, repetitiva, pia
toda vez a mesma nota;
assobia pros morcegos,
antes de raiar o dia,
o começo de um concerto,
um noturno em Sol Menor.

15 de jun de 2010

Cantos Vivos

Detesto as palavras redondas:
parecem-me frouxas e gordas
e de modo geral enfadonhas.

Prefiro as palavras agudas,
palavras que tenham arestas,
que saltem da língua afiadas.
Palavras assim como estas.

10 de jun de 2010

Reciclagem

Se um átomo de carbono
duma molécula de amido
da farinha — cadáver do trigo —
do bocado de pão que mastigo
pode bem já ter pertencido
ao corpo do meu inimigo,
é claro que a vida faz sentido.

6 de jun de 2010

Hamelin

Nossas crianças se foram, dançantes,
atrás do forasteiro e sua flauta.
Não estivéssemos tão ocupados
celebrando a partida dos ratos,
quem sabe teríamos antes
e a tempo sentido sua falta.