16 de out de 2010

Ars Retorica

Me convenço,
nos raros momentos
de calma e bom-senso,
ser, sim, o silêncio
o melhor argumento.

2 comentários:

ADRIANO NUNES disse...

Allan,


Que poema belíssimo! Bravo! Amei!



Abração,
Adriano Nunes.

Flá Perez (BláBlá) disse...

é, tbm acho.
o duro é exercitar isso, tenho tentado...
bjbjbj