5 de abr de 2010

Anatomia

Há os que escrevem coisas belas,
Construtivas
E morais.
Há quem escreva o que há no peito
E nas almas
imortais.
Coração, pelo que sei,
É uma bomba,
Nada mais.
Quanto à alma, convenhamos,
Se a tenho,
Desconheço.
Me perdoem os sensíveis,
E os bonzinhos
E os carolas,
Mas escrevo com a cabeça
E, às vezes,
Com as bolas.

3 comentários:

Flá Perez (BláBlá) disse...

hahhhaahahahahahaha!
escritor-bicho!

Gaia disse...

muito bom! esse veio das vísceras!

Lúcia Gönczy disse...

clap clap clap!!! sem comentários!...hehheh
AMEIIIIIIIII