14 de abr de 2010

Desimportâncias

Conheço o destino dos elefantes
E sei que os tigres estão quase extintos
(Mas é forçoso dizer, e admito,
Tudo isso me soa desimportante).

Discutem-se as ogivas nucleares;
E algum ditador testou hoje outro míssil.
O mundo está cada vez mais difícil.
Mas que importa, se me basta me amares?

Não me diz respeito, se tenho a ti,
Se corre o mundo nova pandemia,
Se nunca terminou a guerra fria
Se a subnutrição assola o Haiti.

Depois penso nisso, outro dia, mais tarde:
eu sinto ainda, no canto da língua,
Um resto do gosto da tua saliva
E tudo é questão de prioridades.

2 comentários:

jo disse...

Minha "1ª visita" por aqui...

Pura falta de hábito, bem sabes... ahahahaha

Mas adorei esta!

"DESIMPORTÂNCIAS!
E tudo é questão de prioridades..."

Muitas novidades por aqui, meu amigo.... muuuitas...

Beijos, saudades!
JoJô

Lou Witt disse...

Amei de verdade!!!

Nada de hipocrisias!!!

Beijooo