29 de out de 2009

Lápis de Cor

Em novembro a força da gravidade
E os manacás, ipês, jacarandás
Fazem das calçadas da cidade
Uma caixa de crayons da Caran d’Ache.

4 comentários:

Maria Júlia Pontes disse...

pqp!
é isso!
exatamente isso!
adoro crayons!
adoro aimagem!

Adriana Alves disse...

ahaha...poema cheio de cor, e divertido que só !

Flávia Valente disse...

posso colocar no meu blog? Vê aí:

http://incunabulomoderno.blogspot.com

Allan Vidigal disse...

Claro que sim, Flávia!