25 de mai de 2010

Dúvida

Trabalhando num texto,
fiquei matutando:
"dátilo" é dátilo
e "anapesto" é anapesto.
Mas não entendo o porquê
de "troqueu" ser iambo
e "iambo", troqueu.

2 comentários:

HAMILTON BRITO... disse...

Cacete,nos seus proximos pés de versos, coloque mais ou menos sílabas longas seguidas de mais ou menos sílabas curtas, para não me obrigar a ir ao Aurélio.
O diabo é o troqueu e o iambo, que continua a mesma confusão...ô carinha,só sampaulino pra entender tanta sabedoria. Faz poesia também " prus manos"

Allan Vidigal disse...

KKKKKKKK!
Esse é só uma brincadeira, Hamilton. Seguinte: dátilo = tônica-átona-átona; anapesto = átona-átona-tônica; troqueu = tônica-átona; e iambo = átona-tônica.