27 de ago de 2010

Sem Trégua

Quem mediará o conflito?
Quem imporá o armistício?
Quem poderá dar abrigo,
conceder santuário a este aflito,
se a guerra é minha comigo?
Que força? Que deus?
Quem conterá o inimigo,
separará eu e eu?

Um comentário:

Flá Perez (BláBlá) disse...

onde a gente vai, se leva junto...